<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d21965908\x26blogName\x3dGirl+Power\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://cynthiacampos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://cynthiacampos.blogspot.com/\x26vt\x3d1685699078926794052', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Friday, January 02, 2009
ESTUDAR, A QUE SERÁ QUE SE DESTINA?


Às vezes tenho uma triste sensação que de que o crime de ter estudado (e ainda estar estudando) mais do que a maioria das pessoas que me cercam (marido, amigos, família) não compensa. Agora mesmo, sexta à noite, todos na balada e eu em casa estudando. E o pior: vivendo de bolsa de doutorado. No Brasil! Quem sabe talvez eu seja canonizada!

Hoje, realmente, eu não tenho o poder!!!
Thursday, January 31, 2008
AGORA É SÉRIO: VOLTAREI A ESCREVER!


Só não sei com que tempo....
Também, pudera! Faz quase seis meses que postei aqui pela última vez! Sinal de que não estava tão desocupada assim quanto pareço ser, porque para os padrões celetistas sou mesmo uma desocupada: só faço estudar, estudar. Sou professora (ou profi, como dizem meus alunos), daí tenho que estudar mesmo.
Mas o fato é que tanta coisa vem acontecendo nesses últimos meses que parece que não tem fim.
Se 2006 já tinha sido um ano ducarai, 2007 foi mais ducarai ainda. Se em 2006 eu fiquei solteira, livre pra me apaixonar n vezes, em 2007 eu me apaixonei de verdade (tô apaixonada até hoje, sem previsão para acabar!). Se em 2006 eu fui ameaçada de demissão devido a uma promoção que ia receber, em 2007 eu pedi pra me demitirem e fui viver do salário pobrinho de professora substituta numa universidade pública federal (mas tão feeeeliz!). Se em 2006, eu finalmente consegui concluir o mestrado em sociologia depois de um longo e tenebroso inverno, defendendo uma dissertação sobre educação profissional (nada contra educação profissional, mas pra quem me conhece sabe que não tem muita coisa haver), em 2007 eu passei em terceiro lugar na seleção do doutorado em sociologia defendendo um projeto sobre rock and roll.
E se em 2007 eu fiz tudo isso, o que será então de 2008!
E como toda Girl Power que se preza e se respeita: pedi licença, fui à luta e descobri: I GET THE POWER.

E viva a Sociologia, viva Bourdieu e viva o Rock and Roll!

Labels:

Friday, August 24, 2007
PAPEL, PAPEL, PAPEL




Mudei de vida. Tô adorando. Agora vivo só pra estudar e dar aulas (que no final das contas é também estudar). Mas num pensei que tivesse tanto trabalho assim pra corrigir! Daí me revoltei e saí um pouquinho da linha. No outro dia chego no trabalho com cara de ressaca e escuto do meu colega: "Cynthia tá com uma cara de abatida, deve ser de tanto corrigir trabalho!" É deve ser!


Em tempo: mais trabalho tivesse pra corrigir, não me arrependo um só instante da virada que dei na minha vida.
Thursday, August 23, 2007
QUANDO UMA GIRL POWER MUDA DE VIDA!


Fica feliz, feliz, feliz!
Muda de emprego, mesmo que seja pra ganhar menos, e mesmo que não tenha a segurança do anterior!
Realiza o sonho profissional!
Estuda pra passar logo no doutorado!
Estuda a Sociologia que lhe interessa!
Arranja um namorado lindo e degradado, melhor, BEM MELHOR que o Julian Casablancas!

Labels:

Thursday, August 16, 2007
QUANDO UMA GIRL POWER SE APAIXONA!!!



Tu existes mesmo, ou será que eu tô sonhando?







Labels:

Wednesday, August 15, 2007
GIRL POWER DE VERDADE PEDE LICENÇA E VAI À LUTA!





Há aproximadamente 4 meses atrás eu mudava de vida, fazia valer o título de Girl Power! E enviava esse e-mail para os meus amigos:

Mais uma etapa da minha vida se cumpriu. Como foi por mim desejado, e depois de seis anos, estou sendo desligada do trabalho subordinado (com todos os direitos garantidos). Foi tudo negociado na maior paz. E eu to saindo na maior paz tb.
Minhas asas cresceram, não cabem mais nessa Biblioteca que eu ajudei a construir e que por muito tempo foi meu quartel general.
Minhas asas agora têm sede de voo, o mais alto que elas puderem, e se lá em cima faltar resistência e eu cair no chão, posso até chorar, mas vou levantar e alçar voo novamente, quantas vezes necessárias forem.
Não vou dizer que não tenho medo. É normal a gente ter medo do desconhecido. Mas hoje, depois de 14 anos desde que cheguei aqui matutinha de Garanhuns (estão aí Adriana, Fabíola, Chico, Johnny, Marquito e Sinistro que não me deixam mentir) muita coisa, muita coisa mesmo, aconteceu na minha vida. Muito aprendizado, muitas mudanças internas e externas também.
Minha saída daqui tem gosto de liberdade e concretização de sonhos. Quem bem me conhece sabe o quanto odeio a opressão e o quanto prezo a liberdade de expressão e a liberdade de sentimentos.
A conclusão do Mestrado foi um grande passo que dei pra conquista dessa liberdade (Jonatas, vc foi peça fundamental nessa etapa), o que seguiu depois foi consequência.
Vou sentir saudades daqui, sobretudo dos amigos e dos alunos (a quem dedicarei sempre as minhas realizações).
A cabeça tá um nó da gota serena, mas depois que os fatos forem se encaixando, ela volta ao normal. E apesar de todo medo, insegurança e saudade, eu posso afirmar que estou feliz! E olhe que esse nem é o fim da história, que se depender das linhas que eu vou escrever de agora em diante, vai ser feliz! Porque Girl Power que se preza, pede licença e vai à luta!

E NUM É QUE TODO DIA EU ESCREVO UM CAPÍTULO BEEEEM FELIZ DESSA HISTÓRIA!

VIVA O ROCK AND ROLL!!!! YEAH!

Labels:

Monday, May 28, 2007
PRONOME DE TRATAMENTO


Dedido esse post a todos os psicólogos, psicanalistas, psiquiatras e consumidores de pedrinhas do mundo.

Tenho observado como as formas de referir às pessoas mudam com o tempo (não diria evoluem). Lá nos tempos idos em que meu pai tentava conquistar a minha mãe, provavelmente ele se referia à ela como o broto, depois virou mina, gata, figura e agora, a outra metade ganhou uma alcunha nada romântica. É o doido pra cá, a doida pra lá. "Meu irmão, aquela doida é muito gente fina" ou "Nossa, o doido nem ligou ainda". Acho até que já sei qual o motivo desse novo pronome ter entrado na roda: em tempos de pós-modernidade todo mundo é mesmo tarja preta.
Veja na minha família: 90% das mulheres já fizerem, fazem ou farão uso de algum ansiolítico, antidepressivo ou coisa que o valha. E olhe que a minha família é matriarcal e predominantemente feminina.
Se for contar o número de amigos e amigas que são chegados num rivotrilzinho, vou acabar esquecendo e sendo injusta com alguém.
E por falar em Rivotril, no meu círculo de amigos, virou moeda de troca ou lembrancinha. Quando a gente quer agradar um ao outro, dá uma pedrinha pro amigo, é garantia de sorriso. Também, com tanta miséria e desgraça, pra viver nesse mundo só sendo tarja preta mesmo.

GOD SAVES THE ROCK 'N' ROLL!

Labels: